segunda-feira, 14 de junho de 2010

Eis que surge...

Bah! Como se começa uma banda?!. É bem difícil de responder, mas vou tentar. No começo a gente se reunia na casa de algum amigo com uma porrada de discos de rock. Coisa fina mesmo... Os Zeppelin's... Os Purple's da vida. Putz! aquilo mexia por dentro. Era um rito, uma comunhão. Uma viagem interplanetária. Nossa percepção sendo mudada à todo momento. Nossos corpos sendo lançados em queda livre, no desconhecido, para serem resgatados logo após em algum solo Hendrixiano. Depois de muito som nossas funções cerebrais não eram mais as mesmas e a gente se comunicava meio que telepaticamente, como se fios magnéticos e invisíveis nos ligassem numa mesma onda. A mensagem partiu de um de nós, como um torpedo que no meio de sua trajetória se partiria em pedaços, para atingir todos, certeiramente no coração, de uma só vez. Todas as bandas surgiram assim. Depois é como um lago de águas calmas, basta que se lance uma pedra e....    

2 comentários:

  1. ah se gastou né... imagens e tals... tsc... ficou bom mesmo... bem bonito...

    ResponderExcluir

Desinbucha! fala tudinho! põe p'ra fora! Solta... Vâmo lah!